A sua

não há amor em linha reta
você é a minha curva
derrapo em seu corpo
e beijo a sua nuca

dispenso as flores
por mais você

no prazer do seu corpo eu me encontro
uma noite inteira a sussurrar
no pé do teu ouvido
os meus desejos mais sujos
mais uma amante, aspirante

(Ana Laurentino)






1 comentários:

Postar um comentário

Ana Laurentino. Tecnologia do Blogger.