MAS são coisas do amor

Te dou um beijo,
mas disfarço o meu desejo.
Esquento a cama enquanto se banha,
mas escondo a minha ansiedade.
Te vejo sair,
mas não ouso perguntar aonde vais.
Tenho o seu telefone,
mas me falta coragem pra ligar.
Conheço cada musculo do seu corpo,
mas qual é mesmo o seu sobrenome ?
Espero que no caminho passes pra que eu te veja,
mas não pergunto onde moras.
Amo-te profundamente,
mas não quero me entregar.

Os dias vão passando e então,

Te convido para entrar, tomar um café.
Quero saber mais sobre você, me diga o nome dos seus pais.
A conversa acaba na cama.
Pode rolar em mim, mas depois é a minha vez.
E da cama para vida, me entrego.
Já te amo até o último fio de cabelo.

Então bate um despero,
MAS não posso evitar, és meu ponto fraco.

(Ana Laurentino)

Se aconchegue

Em noites quaisquer, com flores em punho,
espera seu macho chegar.

De corpo perfumado, pouca roupa por tirar.
Não sei cozinhar, mas não vou deixá-lo com fome.
Posso ser sua janta e sobremesa,
Se você me achar saborosa o bastante.
Me coma devagar, outras horas, freneticamente.
Se ponha em minha pernas, eu não preciso de sela.

Arrancarei toda sua perversão,
Os seus hormônios já me conquistaram.
Me escravise pelos ouvidos, suspire os seus desejos.
Minha boca desvenda seus mistérios, seus pelos, musculos
e pontos fracos.

A música toca em nosso ritmo.
Rebole mais um pouco, estou quase lá.
E você está aqui, dentro.
Me incendeia, me compre com seu prazer.

Toda noite dance pra mim,
em seguida acasalaremos.
Faça dos meus seios almofadas,
quero me aquecer em você.
Chegue mais perto, vou seguir os meus instintos.
Meu macho alfa.



(Ana Laurentino)

Quando o Amor me Sorri

Vou ser a eterna espera
Do seu desejo,
pelo meu corpo em seus pormenores
Seja você em mim,
com a vibração de quem possui
Com o seu suor me prender
Me conduzir no seu balanço
Quero o seu ritmo de amor
Seu sexo me tomando
com a vontade que não cabe no lar, na rua
Seguirei os seus movimentos
Poem a sua mão nos meus cabelos
Quero que me deguste
pouco a pouco, dia a dia
Serei sua amante nos dias frios
Sob o sol me entregarei ao seu gozo

Vou ser sua,
me dê um sorriso
Serei seu brinquedo de amar


Ana Laurentino
Ana Laurentino. Tecnologia do Blogger.