Mecanização Social



passa, passo, decompasso, é a vida que me permeia.
na loucura e na omissão ideologica juvenil.
seria eu um astro ou um satélite artificial ?
seria sim um vagão de um imenso trem,
que não pensa em se desvencilhar, mais fácil
é seguir os outros, mais fácil é não andar só.
não penso, não existo, sou um clone industrial
modelo de obediência e alienização.

já fui sol, já fui estrelas, uma constelação inteira.
hoje sou um pedregulho, misturado a muitos outros
não sou capaz de me destinguir.

"Ideologia, eu quero uma pra viver ! " (Cazuza)

2 comentários:

Postar um comentário

Ana Laurentino. Tecnologia do Blogger.